IMPRIMA SEU BOLETO IMPRIMA SEU BOLETO IMPRIMA SEU BOLETO IMPRIMA SEU BOLETO IMPRIMA SEU BOLETO IMPRIMA SEU BOLETO IMPRIMA SEU BOLETO IMPRIMA SEU BOLETO

EMGEA assina acordo para liberação de escrituras em Fortaleza - CE

A Empresa Gestora de Ativos (EMGEA), o Governo do Estado do Ceará e a Caixa Econômica Federal (CEF), em conjunto com a Companhia de Habitação do Ceará (COHAB-CE) e o Ministério Público Federal no Ceará (MPF-CE) assinaram em janeiro de 2013, acordo que prevê a liberação de escrituras para mais de 70 mil moradores de conjuntos habitacionais no estado.

O processo para apurar o caso foi instaurado em 2011 a partir de representação da Organização Popular Habitacional (OPH). O documento sustentava que os mutuários estavam recebendo as cobranças que variavam de R$ 500 a R$ 5 mil, mesmo já tendo quitado as dívidas do contrato de aquisição do imóvel e não conseguiam a baixa da hipoteca.

A EMGEA e a CEF defendiam que os mutuários não deveriam ser cobrados por esse saldo residual, nem deveria a liberação da escritura do imóvel estar condicionada a esse pagamento.

No acordo, o Governo do Estado, a CEF e a EMGEA se comprometem, dentre outros termos, a emitir e liberar o Contrato de Compra e Venda-Escritura dos compradores de imóveis financiados pelo Sistema Financeiro de Habitação, com desmembramento e liberação de hipoteca e caução.

Os contratos envolvendo diretamente a EMGEA são aproximadamente 1.200 (mil e duzentos). O acordo completo prevê a solução de mais de 17.000 (dezessete mil) contratos. 

Para o Diretor-Presidente da EMGEA, Sr. Josemir Mangueira Assis, “... isto representa o alcance de uma longa negociação que envolveu o trabalho a dedicação e a vontade de pessoas e instituições de várias esferas públicas e judiciárias. O trabalho da EMGEA foi aglutinar estes dados e avaliar uma forma de resolver, justamente, esta grave situação”.

 

Voltar para o topo